Rafinha e a 7ª Arte

Cinema, Livros, Séries, Imaginação Louca!

Lars Von Trier – Antichrist & Dogville 10/02/2010

Filed under: Filmes — Ninixe @ 21:21
Tags: , , ,

Lars Von Trier é um dinamarquês maluco, com umas ideias muito à frente que resultam em filmes (no mínimo) algo estranhos!

Dogville e Antichrist são a prova disso mesmo! Enquanto que no 1º filme o público e os actores nem sequer tiveram direito a cenários o 2º parece-me extremamente cuidado ao nível visual!

Confesso que só vi metade de Dogville – já tinha lido o resumo completo do filme e ansiava por vê-lo! Não conseguia visualizar na minha mente como é que era possível fazer um filme sem cenários! Quase tipo teatro! E o trailer também não era muito elucidativo a esse respeito… Foi então, que numa tarde de domingo, estava a fazer um mega zapping e deparei-me com esta obra!!! Diferente de tudo mas bom – muito bom!

Nicole Kidman mostra o seu talento dissipando quaisquer dúvidas que houvessem em relação ao mesmo!

Simplicidade e complexidade misturadas de forma hiper harmoniosa e consistente. A inexistência de cenários elaborados e pomposos permitem aos actores realçarem a sua prestação e a evolução das próprias personagens! Assistimos a uma história que retrata a complexidade das relações dentro de uma sociedade e dessa comunidade para com terceiros – explorando até que ponto podem chegar as pessoas quando actuam ou tem o apoio de um grupo. Intenso, talvez chocante mas na minha opinião muito verdadeiro! Penso que as metáforas utilizadas estão efectivamente bem conseguidas e que a ideia “todos sabem, todos deixam andar” está bem explorada alertando para o caminho que muitas pessoas adoptam de “laissez faire, laissez aller, laissez passer” (“deixai fazer, deixai ir, deixai passar”).

5 Estrelas – um filme a não perder que eu vou sem margem para dúvidas ver novamente do início ao fim sem perder pitada!

Num outro canto, numa liga totalmente diferente, temos Antichrist! Em termos visuais parece estar de arrasar com uma história igualmente intensa, complexa, confusa e dolorosa! Também li o resumo detalhe deste filme e UAU – muito à frente! Se por um lado quero explorar melhor e ver este filme, por outro arrepia-me pensar nalgumas imagens que por lá passam… Talvez com a companhia certa e fechando os olhos nalguns momentos estratégicos consiga ver esta masterpiece!

A crítica parece estar a delirar com este filme fazendo comentários mordazes sobre o mesmo – um dos que fixei foi “este não é um filme para ser visto mas sim um filme para ser falado” – parece-me justo uma vez que todos nós temos direito à nossa opinião! Algumas imagens à parte, mantenho a minha posição que me parece uma obra incrível!

Quanto à complexidade e interpretação a dar ao filme… Sou a favor que cada um dá às obras a importância, profundidade e interpretação que bem entender – ninguém sabe ao certo o que vai na cabeça do argumentista / realizador / escritor de um filme ou livro quando está a arquitectar uma obra! Aliás, muitas vezes nem eles próprios sabem qual o verdadeiro significado das suas produções – às vezes nem chega a haver uma razão para as mesmas! Por isso, toca a dar largas à imaginação e tirem as vossas próprias ilações sobre o que vos vais aparecendo pela frente!

No entanto, caso queiram aprofundar o tema e explorar novas interpretações e opiniões (que também é totalmente válido) podem ver este artigo do Cinecartaz que transmite as opiniões dos actores e do realizador.

Eu vou continuar de olho nas obras deste senhor (já tenho em mente a exploração de “Manderlay” – uma continuação de Dogville) que consegue sempre surpreender! E, pelo menos a mim, consegue também agradar!

See U!!!

* * *

P.S.: Caso queiram ver mais informação sobre o filme Antichrist, sem serem spoilers ao ponto de ler o resumo detalhado, é só ver este post!